sábado, 27 de setembro de 2008

Depois de anos sem postar...

Believe me: O jejum de posts em nada tem a ver com felicidade.
;P
É só que tudo parecia estranhamente bizarro. Nostálgico e novo, ao mesmo tempo.
Não importa. Tanto tempo sem postar nunca mais.
Dei pití de novo, fiz as pazes de novo, prometi parar com a gracinha de me afastar de novo.
"óH, tudo igual!" Eu sei, odiável Courtney.
Mas irrelevemos minhas culpas uma vez. Eu tava mal. Mas finalmente acertei minha vida e decidi dar todas as fichas no meu homem maduro e experiente e parar de seguir uns conselhos aí. Já que ninguém aceita os meus.
Tou bem agora.
Mas é tarde demais (na hora) pra falar trivialidades. Pai tá fora, a liberdade me chama, mas eu realmente prefiro ficar. Amo muito³ tudo isso.
E amanhã, ah, amanhã a gente pensa.
Minha mãe tá um porre.
:P
Amor, Amanda.

Um comentário:

Anônimo disse...

Onde Você Vê...

Onde você vê um obstáculo,
alguém vê o término da viagem
E o outro vê uma chance de crescer.

Onde você vê um motivo pra se irritar,
Alguém vê a tragédia total
E o outro vê uma prova para sua paciência.

Onde você vê a morte,
Alguém vê o fim
E o outro vê o começo de uma nova etapa...

Onde você vê a fortuna,
Alguém vê a riqueza material
E o outro pode encontrar por trás de tudo, a dor e a miséria total.

Onde você vê a teimosia,
Alguém vê a ignorância,
Um outro compreende as limitações do companheiro,
percebendo que cada qual caminha em seu próprio passo.
E que é inútil querer apressar o passo do outro, a não ser que ele deseje isso.

Cada qual vê o que quer, pode ou consegue enxergar.

"Porque eu sou do tamanho do que vejo.
E não do tamanho da minha altura."

(Fernando Pessoa)